20dez

Como proteger o seu domínio de e-mail marketing de bloqueios e baixa reputação

Por: José M. dezembro 20, 2017

Manter a boa reputação do domínio enviador de e-mail marketing desponta como uma das maiores preocupações dos gestores de marketing digital, pois há diversos aspectos relacionados à esta questão que precisam ser acompanhados no dia-a-dia.

Hoje, sabemos que a reputação de um domínio afeta diretamente os resultados de campanhas de e-mail marketing, podendo ser o elemento que determina o sucesso ou o fracasso do ROI destas ações.

Mas, como acompanhar sua reputação e, principalmente, quais práticas devem ser adotadas para proteger sua reputação e manter seu e-mail marketing trazendo resultados para o seu negócio?

Como na vida real, a reputação diz muito sobre você

A reputação do seu domínio é constituída da avaliação de diversos aspectos que compõem suas atividades em e-mail marketing. Tudo isso fica armazenado no seu histórico. Existe um serviço que avalia a pontuação do seu domínio (e dos seus endereços IP também) chamado SenderScore. Se quiser saber sua pontuação, basta acessar o serviço e digitar seu domínio ou IP correspondente.

Dentre alguns dos aspectos do e-mail marketing avaliados para sua reputação podemos citar a qualidade de suas bases de e-mails, o volume diário de e-mails enviados, a existência de spamtraps em suas bases, a quantidade de reclamações de spam realizadas (complaints) e o nível de bloqueio de campanhas recentes. Vejamos características interessantes de cada um:

Warmup de IPs

Em relação ao volume de e-mails enviados, é preciso saber que os provedores não toleram qualquer comportamento. Existe um aspecto chamado “equalização de volume”, em que os provedores acompanham o total de e-mails enviados por dia (e não apenas por campanha) para identificar saltos quantitativos inesperados. Em outras palavras, você não pode, por exemplo, enviar 12.000 e-mails hoje e, amanhã, enviar 60.000. Isso causa bloqueio e perda de pontos do seu score de reputação.

Por isso, para fazer o envio de quantidades diárias de e-mails superiores a 10.000 e-mails, é preciso que um processo chamado de warmup (aquecimento) seja realizado em seus IPs de envio. Em outras palavras, é preciso começar com poucos e-mails e, ao longo de algumas semanas, através de um planejamento de crescimento, aumentar gradativamente esses volumes diários até atingir o montante desejado. Não cumprir este passo acarretará, inevitavelmente, em bloqueios.

Complaints

Outro aspecto checado pelos provedores é a existência de reclamações de spam em suas ações de e-mail marketing.

Toda vez que um destinatário clica na opção “isto é spam” de seu webmail, uma pontuação negativa é atribuída ao seu domínio (e ao seu IP). Esta pontuação negativa se converte em futuras quedas de entregabilidade (mais e-mails sendo direcionados à pasta spam) e, finalmente, em bloqueios.

É preciso identificar imediatamente quando este tipo de comportamento acontece no seu e-mail marketing, de modo a mapear as razões que estão levando a estas reclamações e, a tempo, realizar os ajustes necessários nas suas ações de e-mail.

Entre as razões, leve em consideração a frequência com que você envia suas campanhas (pode estar sendo demais, aborrecendo o destinatário, ou de menos, e o destinatário esqueceu de você) e o conteúdo de suas camapanhas (40% dos destinatários sinalizaram que é irritante receber apenas e-mails de ofertas e nada de conteúdo.

Alguns provedores são muito sensíveis aos complaints, portanto, todo cuidado é pouco.

domínio-weblink

Separar domínios por atividade ajuda a proteger sua reputação

Usar o mesmo domínio para todos as suas atividades online pode ser ruim para sua reputação. Por exemplo, se o domínio “@meusite.com” é usado para o site, e-mails profissionais das equipes e e-mail marketing, qualquer alteração de qualidade afetará todos os canais. Em outras palavras, se o seu e-mail marketing causar um bloqueio de domínio, significa que seus e-mails individuais também poderão ser bloqueados e seu site pode ter prejuízos e, dependendo do provedor, ser tirado do ar.

O melhor caminho é possuir domínios relacionados, mas independentes. Por exemplo:

“@meusite.com” – para o site da empresa

“@newsdomeusite.com” – para o e-mail marketing

“@meusitecorp.com” – para os e-mails dos colaboradores

“@sistemameusite.com” – para os e-mails automáticos/transacionais (caso você seja um e-commerce, por exemplo)

Dessa maneira, cada domínio contará com sua própria reputação. Se um for prejudicado, os demais continuarão funcionando independentemente.

Bases de e-mails: fazendo o dever de casa

Existe uma relação importante entre bases de e-mails e bloqueios dos provedores. A receita é simples: quanto mais endereços inválidos, maiores as chances de bloqueio. Isso se deve ao fato de que um e-mail inválido ocupa canais de comunicação dos provedores e aumenta seus custos. Então, o provedor efetua o bloqueio como forma de se proteger.

Além disso, o bloqueio tem uma outra razão: se suas bases possuem e-mails inválidos, significa que você não utiliza métodos corretos de captação, o que o tornaria, teoricamente, em um spammer (ainda que seja apenas descuidado).

Quando um provedor realiza um bloqueio, não são somente os e-mails inválidos que não serão entregues. Todos os demais e-mails, mesmo os válidos e engajados, serão bloqueados. O prejuízo para sua ação é enorme.

As bases de e-mails que você capta e utiliza para suas campanhas de e-mail marketing (relacionamento, vendas, etc) precisam estar sempre validadas e verificadas, de maneira a evitar esses bloqueios e, consequentemente, quedas de reputação.

weblink-domínio

Conclusão

Para evitar problemas, lembre-se sempre de utilizar os métodos corretos de captação de e-mails (utilizando opt-in, double opt-in e soft opt-in nos momentos mais adequados e com as críticas mais eficazes) e realizar validações periódicas em suas bases (até 35% das bases brasileiras são compostas por e-mails inválidos) e instalar serviços de validação de e-mails em tempo real nos seus formulários de cadastro.

Este artigo foi escrito pela equipe da SafetyMails, plataforma brasileira de validação e verificação de endereços de e-mails.

Trackback URL: https://www.weblink.com.br/blog/artigos/como-proteger-seu-dominio-de-email-marketing/trackback/

Deixar resposta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *