07maio

Quais as vantagens de uma VPS?

Por: Ariane G maio 7, 2017

Se o seu site começou a ter uma evolução na quantidade de usuários e a hospedagem comum não suporta mais o volume de tráfego que seu site atingiu, está na hora de migrar para um serviço que comporte a nova demanda. Antes de demonstrar as vantagens e desvantagens, é importante explicar o que é uma VPS e alguns conceitos sobre hospedagem.

VPS (Virtual Private Server) em português significa servidor virtual privado. Mas qual a diferença para uma hospedagem comum?

Diferentemente de um servidor compartilhado, onde diversos clientes compartilham os recursos do servidor, a hospedagem por VPS permite que um servidor, por meio de um software, crie diversos ambientes virtuais isolados, onde, apesar de ainda compartilhar dos recursos físicos, o processamento, espaço em disco, memória RAM e tráfego são completamente dedicados a cada VPS.

A VPS se encontra entre um servidor compartilhado e um servidor dedicado. No primeiro caso, todos os recursos do servidor são compartilhados com todos os sites ali hospedados e os softwares e o acesso é muito mais limitado. Já num servidor dedicado todos os recursos são de uso exclusivo de um único site. Enquanto que na VPS são criados minis servidores virtuais dentro de um único servidor robusto e os recursos (processamento menor) são compartilhados com poucos clientes.

Agora que você entendeu o que é uma VPS e a diferença entre um servidor compartilhado e um dedicado, você pode estar se perguntando: Porque eu não migro direto para um servidor dedicado?

  • Custo: A hospedagem por VPS tem custo muito inferior a uma hospedagem dedicada, mas com autonomia parecida.
  • Controle / autonomia: A VPS permite que cada cliente tenha acesso administrativo (root) garantindo autonomia para configurar o sistema, rodar scripts que não seria possível numa hospedagem comum, além de possibilitar escolha entre linguagem, banco de dados e frameworks diversos.
  • Recursos dedicados: O cliente possui uma quantidade específica dos recursos disponíveis no servidor sem prejudicar outros usuários.
  • Flexibilidade: Permite que o cliente escolha e evolua o plano VPS conforme a necessidade do seu negócio, com maior espaço em disco, tráfego e processamento, por exemplo.
  • Segurança: As demais VPS alocadas num mesmo servidor são isoladas mantendo assim uma proteção maior.

Entenda como configurar um VPS

A configuração do servidor VPS vai variar de acordo com a empresa que oferece o serviço. Você vai se deparar com dois tipos: VPS gerenciado e o VPS semi-gerenciado. Compreenda abaixo como cada uma funciona e faça a sua escolha:

  • VPS gerenciado

Um VPS gerenciado significa que o serviço é administrado pela empresa contratada para realizar este tipo de suporte a rede. Geralmente ele vem com WHM e Cpanel que facilita a administração de ambas as partes e os procedimentos realizados seguem um padrão de fábrica. O gerenciado é indicado para quem quer deixar as tarefas mais técnicas para a empresa e não quer se preocupar com este tipo de ferramenta.

Veja alguns dos procedimentos que as empresas realizam no serviço de VPS gerenciado:

  • Monitoramento proativo de uptime;
  • Configuração inicial do servidor;
  • Auditoria e otimização de segurança;
  • Instalação de firewall;
  • Suporte técnico 24 horas;
  • Updates do software e do sistema;
  • Prevenção de ataque DOS;
  • Migração gratuita de sites cPanel-cPanel ou Plesk-Plesk;
  • Serviço de DNS redundante.

Você vai utilizar este tipo de suporte quando o VPS comum não estiver mais suportando o número de visitantes da sua página. Às vezes é melhor pegar um intermediário entre VPS e servidor dedicado, pois apesar de poder encontrar servidores dedicados num valor mais acessível, é muito fácil ultrapassar a margem dos R$ 1.000,00 em servidores dedicados gerenciados.

  • VPS semi-gerenciado

No VPS semi-gerenciado, a empresa de hospedagem apenas entrega o serviço ao cliente final com uma configuração inicial do servidor virtual. Também é oferecido o sistema operacional com configurações básicas e sem um painel de controle.

Nesse caso, o usuário terá acesso ao servidor por linha de comando (ssh) e terá a responsabilidade de instalar e manter os serviços que preferir. Os serviços personalizados podem ser a linguagem de programação, os tipos de banco de dados, e outros recursos que o cliente achar necessário.
A empresa de hospedagem irá somente te assessorar para as questões básicas do servidor, como a rede e a disponibilidade. Basicamente o VPS semi-gerenciado vai te dar as ferramentas, e você é quem vai fazer as operações.

Qual a melhor opção?

Se você não tem o conhecimento necessário em Linux, a melhor escolha seria o VPS gerenciado, que já vem pré-configurado com funcionalidades básicas pelo provedor de hospedagem e já terá os suportes relacionados às questões de administração do servidor.

Já o VPS semi-gerenciado é recomendado apenas para usuários, programadores ou administradores de redes Linux e que já possuem experiência nas linhas de comando que operam o servidor.

Servidor Compartilhado, Dedicado ou Cloud?

Para ter um site de sucesso não basta só pensar na sua aparência e em quanto ele é bom no conteúdo publicado, na verdade para tudo isso acontecer é necessário escolher antes o tipo certo de servidor de hospedagem.

  • Servidor Compartilhado: popular e barato

Como o próprio nome já diz, o servidor compartilhado é dividido por uma série de outros sites. Portanto, o espaço e recursos também são usados por vários usuários, por exemplo: espaço em disco, CPU, memória e banda de internet.

Este tipo de servidor é muito comum entre os estreantes na internet. Ele é recomendado para quem possui sites simples, que não terão uma exigência alta de tráfego dos visitantes e aplicações complexas na programação, resumindo, que não vá sobrecarregar tanto o servidor.

Vantagem: Bom custo-benefício e de fácil utilização.

Desvantagem: Falta de controle sobre o servidor e o compartilhamento de dados com outros usuários. Performance básica de funcionamento.

  • Servidor Dedicado: custo alto e melhor desempenho

O servidor dedicado te oferece total controle sob os recursos disponíveis, isso inclui: controle sob sua hospedagem, espaço exclusivo para o seu site e recursos que vão te auxiliar de uma maneira mais eficiente. Ou seja, você não divide recursos como memória e processamento com nenhum outro usuário, o espaço no servidor é só seu.

Consequentemente este suporte aguenta um alto fluxo de visitantes na página e sistema online como CRM, além também oferecer um sistema de segurança para sites que precisam de controle sobre invasores de sistemas. Indicado para grandes empresas e marcas que necessitam desse maior controle sobre a rede.

Vantagem: Alto desempenho e exclusividade no servidor.

Desvantagem: Custo alto e empresa especializada para realizar este suporte no servidor.

  • Servidor Cloud: acessível e funcional

O servidor cloud é uma “máquina virtual” numa nuvem computacional com um espaço só dedicado a ela, e, além disso, esses recursos podem ser ampliados ou reduzida conforme sua necessidade. A estrutura é grande, pois existem vários servidores físicos (computadores) que são interconectados para segurar este espaço na nuvem.

Para você compreender melhor, imagine que existe um servidor dedicado que pode ser dividido em vários “pedaços”, mas tem um limite que é a capacidade desse servidor. Se você interligar muitos servidores, você terá uma nuvem que você pode dividir infinitamente e dar pedaços diferentes para cada instância, e é aí que se dá o nome Cloud Server. E se o espaço não for mais suficiente, você conecta mais servidores e aumenta a capacidade da nuvem.

Mas não é tão simples administrar um servidor cloud, pois ele vai te exigir alguns conhecimentos específicos, pois é uma solução avançada. Desta forma, você pode aproveitar todos os recursos que ele oferece de maneira mais personalizada.

Vantagem: eficiente, de fácil escalonamento e bom custo-benefício.

Desvantagem: conhecimento técnico operacional.

Qual a melhor opção?

A escolha depende de você identificar qual o tipo de servidor vai se adequar melhor ao seu site. Cada vez mais tecnologias estão sendo aprimoradas para que a experiência do usuário também seja das melhores. Portanto, analise quais recursos você vai precisar e se você também vai conseguir operá-los.

Se você está buscando um preço mais barato, o melhor é buscar pela hospedagem compartilhada para iniciar. Mas caso seu site já tenha um potencial maior e precise atender um tráfego constante de visitantes, o melhor mesmo é investir num fornecedor de servidor dedicado ou cloud.

Conclusão

Para quem espera autonomia e capacidade de customização, recursos dedicados, fácil expansão na rede e segurança para o seu projeto, você está no caminho certo ao optar por um VPS.

O VPS é uma excelente escolha para sites que começam pequenos, mas não querem perder a oportunidade de expandir rapidamente. Além de ter um número reduzido de sites que utilizam dos mesmos recursos que você é possível escaloná-los de acordo com o crescimento do seu projeto web.

Embora tenha muitas características de um servidor dedicado, os servidores VPS possuem um investimento mais acessível em contrapartida com os que são dedicados, dessa forma, poderá te ajudar quando o seu projeto está evoluindo.

Trackback URL: https://www.weblink.com.br/blog/artigos/quais-vantagens-de-uma-vps/trackback/

Deixar resposta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *