20ago
ilustração para conteúdo sobre como fazer um currículo online

Como Fazer Um Currículo Online

Por: Andrei L. agosto 20, 2019

Um currículo é a sua porta de entrada no mundo profissional. É a sua chance de se destacar entre outros candidatos que estejam concorrendo a uma vaga. Por isso, neste conteúdo, você vai aprender a como fazer um currículo online e quais plataformas pode usar para mostrar suas potencialidades profissionais aos empregadores.

O Que é Currículo Online e Para Que Serve?

Um currículo é um documento em que uma pessoa apresenta as suas habilidades, capacidades e experiências profissionais mais relevantes. Esse documento, que pode ser online, é uma espécie de cartão de visita para concorrer a vagas do mercado de profissões.

As informações colocadas no currículo devem ser as mais completas, precisas e verdadeiras possíveis. São elas que vão seduzir, persuadir e convencer os responsáveis pelos processos de seleção das empresas. É um passaporte para participar de uma entrevista de emprego.

Como Montar Um Currículo Online

Um currículo deve ter as informações básicas pessoais e profissionais de um candidato a uma vaga de emprego. De uma maneira geral, elas devem ser verdadeiras, sucintas, diretas e seguir uma hierarquia de estrutura de dados no documento criado. É uma espécie de marketing pessoal.

Confira abaixo outras características que todo currículo online deve ter:

  • Informações Atualizadas. A ideia é colocar o máximo de dados possível, considerando o que existe de mais relevante na vida profissional do candidato. É imprescindível que essas informações sejam atualizadas com o status mais recente. Isso inclui endereço, endereços de email, experiências anteriores, formação acadêmica, qualificações adquiridas e assim por diante.   
  • Dados Não Exagerados. Ainda que seja indicado colocar informações completas, também é recomendado não exagerar. O candidato não precisa colocar todo o histórico da sua formação acadêmica ou todos os trabalhos por quais passou. É importante mostrar uma diversidade de habilidades e experiências, mas não delimitar é preciso delimitar detalhes secundários, como funções e tarefas extras. 
  • Formatação da Página. Cuidados com a organização do currículo são fundamentais. A dica é usar fonte Times New Roman ou Arial, tamanho 12 e estruturar a página numa hierarquia de informações. Pode começar com dados pessoais essenciais, seguidos pela formação acadêmica, experiências profissionais e qualificações complementares. O candidato pode usar linhas e colunas para separar todos eles.
  • Apresentação da Página. Um currículo deve ser a sua impressão profissional diante dos entrevistadores. Por isso, não é recomendado usar cores expressivas, nem fotos (no máximo, uma 3×4) ou animações. O objetivo é usar margens fixas e linhas proporcionais e cores leves para separação das sessões e para ressaltar as informações mais relevantes de cada parte. Pode-se usar ícones para qualificar o domínio sobre certas habilidades, mas sem exagerar.   
  • Atenção ao Português. O mínimo que o candidato deve mostrar em um currículo é o domínio da língua portuguesa. Erros de digitação, na gramática e no uso de termos para impressionar no processo seletivo são praticamente imperdoáveis, minando as chances do candidato. O recomendado é sempre verificar a acentuação gráfica, a fluência da disposição das informações, evitar gírias, estrangeirismos e palavras ambíguas. 

Quais Informações Colocar no Currículo Online?   

Todo currículo possui informações básica pessoais e profissionais. Abaixo, estão as informações essenciais que todo candidato deve colocar em um currículo online profissional. 

Cabeçalho com Dados Pessoais

É a primeira parte e o início de um currículo. Deve vir no topo superior do documento e conter dados pessoais como nome completo, estado civil, idade, endereço, cidade, estado, CEP, telefone e email para contato. Não se deve incluir CPF, parentescos, números de cartão de crédito e informações irrelevantes para o empregador.

Objetivos Profissionais

O candidato informa ao empregador qual é a vaga de interesse. Por exemplo: “Estagiário de Administração”, “Analista de Comunicação” ou “Gerente de Projetos”. Não se deve usar um mesmo currículo para mais de uma vaga numa mesma empresa. Em contrapartida, pode-se especificar quais as expectativas quanto aos objetivos da vaga e como o profissional pode contribuir com as exigências dela.

Formação Acadêmica

O candidato adiciona o seu histórico acadêmico, ou seja, o grau de escolaridade. Serve para qualquer etapa da vida estudantil da universidade, do ensino médio ao superior. Não é necessário colocar a formação da educação mais básica, como o ensino infantil. É interessante listar instituições, cursos, ano ou previsão de conclusão. O mesmo vale para as especializações, como pós-graduação e MBA.  

Experiências Anteriores

É a síntese de todas as experiências profissionais anteriores do candidato. Se houver muitas, é recomendado colocar as mais recentes. Informar a empresa em que trabalhou, o período, a função ocupada e as atividades desempenhadas diariamente. Também é interessante colocar responsabilidades e atribuições secundárias, caso não fique exagerado na apresentação do conteúdo. 

Qualificações

É o espaço para o candidato escrever pontos positivos sobre a carreira até aquele momento. Podem ser habilidade, competências, aspectos da personalidade e experiências diversas relevantes à nova função pretendida. Não é preciso listar muitas, mas as essenciais que julgar condizentes com a proposta em questão. Mas lembrando: é um resumo e sem exageros.

Idiomas

É a hora de colocar o idioma estrangeiro e o nível de fluência (iniciante, intermediário, avançado) do candidato. É totalmente desnecessário colocar a língua portuguesa nesta parte. E é obrigatório ser sincero, uma vez que esta característica deve ser testada no momento da entrevista ou em alguma situação na pré-contratação do profissional.

O Que Não Colocar Em Um Currículo Online?

Não é preciso colocar todos os tipos de informações na produção de um currículo. Na verdade, o ideal é colocar apenas o que de mais importante e relevante for para o empregador, no sentido de que você deve mostrar o porquê deve concorrer à vaga listada. 

Abaixo estão alguns tópicos que não devem ser colocados em um documento de apresentação a uma vaga de emprego.  

  • Título. Não é necessário colocar um título de apresentação no seu currículo Por isso, evite palavras como “currículo”, “currículo” vitae” ou “meu currículo profissional”. Como você quer ser objetivo e o mais profissional possível na comunicação com o empregador, vá direto às informações primordiais (tópicos acima).  
  • Pronomes Pessoais. A linguagem em terceira pessoa é indicada para usar em um currículo profissional. Assim, nada de usar “eu desenvolvi uma ferramenta” ou em sujeito oculto do tipo “participei de um evento…”. É necessário transformar seu texto em algo como “desenvolvimento de ferramenta” ou “participação em evento” para uma apresentação mais profissional.  
  • Motivo de Saída dos Empregos Anteriores. Não é interessante expor detalhes dos motivos que fizeram você sair das suas experiências profissionais anteriores. É recomendado deixar este momento para a entrevista, quando estas perguntas aparecerem, pois é um momento sujeito a uma avaliação mais pessoal em função das circunstâncias. 
  • Informações Falsas. Pode parecer óbvio demais, mas informações falsas podem atrapalhar o candidato. Na hora da entrevista, é bastante provável que o empregador questione informações sobre experiências profissionais, habilidades e qualificações. Não saber responder a estas perguntas é um erro crasso. E caso seja contratado, o candidato será exigido a provar suas competências no dia a dia de trabalho.  
  • Fotos. Além de ocuparem muito espaço em uma página de currículo, é importante não colocar fotos na página de dados. No máximo, uma do tipo 3×4, mas apenas se for uma exigência do empregador. E essa foto costuma, inclusive, ser pedida apenas para envio por email e separadamente do documento do currículo. Assim, não abuse do contato com o seu futuro chefe. 
  • Pretensão Salarial. O salário é uma das questões mais delicadas quando se quer um novo emprego. O ato de incluir qual o seu objetivo financeiro no currículo deve ser informado apenas se a vaga exigir essa informação. E, muitas vezes, o empregador pede para ser enviado em email. Quando a questão da remuneração aparecer na entrevista, seja realistas e esteja dentro da realidade da oferta de mercado do seu nicho de atuação. 

Como Fazer Um Currículo Online

Saber como criar currículo online pode ser uma tarefa desafiadora. O jeito mais simples e prático é abrir um documento de texto vazio qualquer no computador, como o tradicional Word, e colocar as informações de acordo com as dicas acima. E, então, salvar este arquivo em no formato PDF e dispará-lo para a vaga pretendida.

Ainda assim, é possível usar ferramentas disponibilizadas na internet para facilitar este processo de colocação profissional. Abaixo estão algumas delas, que também podem ser chamadas de plataformas, para você aprender a como fazer um currículo online. 

  • LinkedIN. É a rede social destinada a recrutamento, seleção, networking e trocas de conhecimentos entre profissionais de todo o mundo. A plataforma é gratuita e conta com um sistema próprio para  usuário criar seu próprio currículo online, adicionando informações pessoais, profissionais, habilidades, competências e tarefas extracurriculares. 
  • Indeed. É um dos maiores sites de emprego do mundo. Gratuita, permite criar um cadastro e, a partir dele, um currículo online completo para concorrer às vagas de interesse. É possível usar filtros para procurar e participar de seleções de oportunidades em outros estados e até países. Facilita bastante ao centralizar um único currículo e usá-lo para diferentes empresas com vagas semelhantes.
  • Vagas. Gratuita, é um dos maiores portais brasileiros para encontrar vagas de trabalho. Possui uma ferramenta pronta para o usuário fazer seu próprio currículo com informações pessoais, profissionais, experiências anteriores, níveis de escolaridade, e dados complementares. É possível filtrar por tipo de função, exigência de conhecimento e também por acessibilidade (vagas para deficientes físicos).   
  • InfoJobs. É uma plataforma gratuita para candidatos e recrutadores. Permite colocar currículos e buscar vagas de acordo com o interesse do profissional, entre outras opções de preferência. Da mesma forma, empregadores podem buscar profissionais usando filtros por nível função, nível de escolaridade, competências e localidade. 

Conclusão

Fazer um currículo online não é difícil. Você só precisa se atentar à estrutura de organização das informações mais importantes e usar a ferramenta certa para isso. E foi exatamente isso o que você conferiu nesse conteúdo. Até a próxima. 😉

Trackback URL: https://www.weblink.com.br/blog/como-fazer-um-curriculo-online/trackback/

Deixar resposta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *