06maio

Como criar seu site com hospedagem barata

Por: Ariane G maio 6, 2017

Criar um site hoje se tornou muito mais do que uma simples tarefa para a sua empresa, sendo imprescindível para divulgação e propagação de um negócio. Pensando nisso, separamos algumas dicas que te ajudarão a criar seu site e, por fim, como escolher uma hospedagem barata.

A hospedagem é o serviço que guarda todos os dados de um site, ou seja, todo o conteúdo deverá ser hospedado por meio desse serviço, e é feita por provedores que são as empresas que fornecem um espaço em seus servidores.

Para conseguir uma hospedagem barata, alguns passos precisam ser entendidos antes, visando não só o preço, mas também entender a sua necessidade quanto ao tamanho do serviço que deve ser contratado. Veja abaixo algumas dicas e fique por dentro de como obter uma hospedagem barata.

Passo 1# Como escolher o nome do site?

Inicialmente, todo site precisa de um endereço, chamado de domínio. E para fazer um registo de domínio lembre-se de seguir algumas instruções básicas para que fique fácil para o seu visitante lembrá-lo.

Portanto, abaixo segue algumas dicas de como podemos ajudar você a pensar num bom nome para seu site:

  • Antes de criar um domínio, você precisa saber primeiro se ele já existe. A pesquisa no INPI é muito importante para você não chegar a ter um nome igual ou parecido a outro. A WebLink também possui uma ferramenta de registro de domínios que lhe auxilia nesta tarefa.
  • Nomes curtos e de fácil escrita: para criar um site ele deve conter no mínimo 2 letras e no máximo 26. Quanto menor e mais fácil de memorizar ele for, melhor será para seu visitante gravá-lo e passar adiante esta informação. Pense nisso!
  • Sua marca ou seu produto pode ser o nome do seu site. Fazer esta escolha parece ser fácil, mas difícil mesmo é encontrar alternativas já que muitos sites já foram criados e muitas palavras já foram utilizadas. Mas tente ver se o nome da sua marca ou produto ainda estão disponíveis;
  • Pensar em palavras-chaves também pode ser um caminho. Existe na internet vários sites que você só preenche com o nome principal do seu produto ou marca e ele automaticamente já te mostra opções semelhantes para você utilizar;
  • Cuidado com a utilização dos números. Além de ser complicado de decorar, pode confundir a escrita em ser digitado por extenso ou no modo numeral;
  • Usar caracteres também não é uma boa pedida. São poucos usuais e torna o nome do seu site um pouco confuso.

Passo 2# Qual ferramenta de criação devo utilizar?

Antes de colocar um site no ar, você precisa definir qual ferramenta vai usar. Atualmente existem uma série de meios que vão te ajudar a fazer isso, a mais usual é a plataforma WordPress. Mas também existem os criadores de sites que podem ser utilizados com de forma gratuita ou com um investimento baixo.  

O WordPress é recomendado para quem procura desenvolver um projeto de web mais profissional e com mais liberdade na criação e programação do mesmo. Por possuir um código de acesso livre, ele pode ser instalado em qualquer serviço de hospedagem ou também dentro da sua própria plataforma.

Além dessa grande plataforma, também existem outros criadores de sites. Eles vieram para facilitar a sua vida caso queira praticidade e rapidez. Os criadores de sites são conhecidos por terem um preço acessível e em sua maioria são gratuitos. Você mesmo cria, edita, publica e administra essa ferramenta. 

Passo 3# Qual a diferença de um Site e Blog?

Basicamente a diferença entre os dois vai ser a maneira com que eles vão interagir com o seu público-alvo. Será a abordagem do conteúdo, a construção da página, o retorno ao visitante, etc. O site vai ser mais formal e específico quanto ao que está se expondo. Já o blog é de uso mais pessoal e tem como característica principal a interação com o público da sua página.

Passo 4# Como criar a identidade visual?

A identidade visual é a primeira impressão que o visitante terá do seu site. É a imagem que vai atraí-lo, então pense sempre em criar uma boa expectativa. Portanto, investir numa apresentação visual fará toda a diferença. Mas, por onde começar?

  • Ela deve mostrar claramente o perfil da sua empresa;
  • Cores e layout devem estar alinhados com a sua proposta. Por exemplo: Se você for uma empresa no ramo de fotografia, exponha suas fotos logo na primeira página. Impressione!
  • Capriche no design. Ele será o ponto alto de toda a apresentação visual;
  • Caso não tenha conhecimento técnico para realizar este tipo de programação procure um profissional na área.

Passo 5# Como ter um conteúdo de qualidade aliado ao SEO?

O visitante ao entrar no seu site vai se deparar com um dos principais elementos: o conteúdo. Depois de visualizar fotos e vídeos, ele se atentará a uma chamada textual e depois o conteúdo por si só. Então construir um conteúdo de qualidade, trará um resultado positivo ao seu negócio. Sendo assim, produza conteúdo relevante, original e bem estruturado.

Mas para este conteúdo chegar até seu visitante você deve entender as técnicas de SEO. É ele que vai te ajudar a conseguir ser bem ranqueado nos sites de busca. Entenda resumidamente como utilizar a prática do SEO no seu site:

  • Cabeçalhos e títulos com linguagem clara e chamativa;
  • Subtítulos (H1, H2 e H3) são importantes para exemplificar o conteúdo exposto e manter a organização das ideias;
  • URL amigável também ajudará a subir posições no ranqueamento orgânico nos sites de busca;
  • Linkagem interna de palavras. Utilizar palavras-chave do conteúdo escrito.

Existem empresas que fazem este tipo de otimização para você. Elas são especialistas em aumentar a visualização e manter você no topo dos mecanismos de busca.  

Passo 6# Como criar um site com hospedagem barata?

hospedagem barata

Hoje no mercado existem inúmeras opções, desde as gratuitas até as pagas, nacionais e internacionais. E seguindo este caminho, a diferença entre elas serão os recursos, suporte e investimento que cada uma oferece.

Antes de prosseguir para conseguir uma hospedagem barata, vejam quais são os tipos de hospedagem e como cada uma funciona.

Hospedagem Compartilhada:

A hospedagem compartilhada é a mais utilizada mundialmente. Como o próprio nome já diz você compartilha com os outros usuários o mesmo espaço no servidor. Ela é indicada para sites que não terão muito tráfego de visitantes.

O investimento de uma hospedagem compartilhada é uma das razões de haver procura por este tipo de hospedagem. Ela pode ser gratuita ou com valores bem acessíveis ao usuário.

Entretanto, dependendo do tamanho de seu site, os recursos e ferramentas oferecidos por esse tipo de hospedagem de sites podem parecer um pouco limitados. Você terá acesso básico ao sistema, como e-mail personalizado e ajustes básicos na programação. Caso queira algo mais avançado para ter mais liberdade ao seu funcionamento, a hospedagem compartilhada não seria a mais indicada. Esse, no entanto, é um dos modelos mais comuns para se ter uma hospedagem barata de fato.

Servidor VPS

O servidor VPS (Virtual Private Server), é indicado para usuários que terão necessidade de um tráfego maior de navegação na sua página. Isso inclui pequenas e médias empresas, onde a estabilidade sistêmica deverá suportar o  fluxo de acessos.

Existem dois tipos de servidores VPS: VPS gerenciado e o semi-gerenciado. Compreenda melhor abaixo:

  • VPS gerenciado: o gerenciado é totalmente comandado pela empresa que você contratou os serviços. Ela que fará as alterações pertinentes a sua página e dará o suporte necessário. Você terá acesso ao painel de controle, sendo o administrador do servidor. Mas qualquer ajuda extra você pode solicitar à empresa que dará o suporte também.
  • VPS semi-gerenciado: a única diferença para o gerenciado, é que todas as predefinições básicas do servidor serão realizadas pela empresa que você contratou os serviços. Depois é fornecido o acesso ao sistema do painel de controle e a administração fica por conta do próprio cliente. O suporte não será tão completo quanto o gerenciado, mas caso você não precise muitos desses recursos, o semi-gerenciado pode ser uma boa escolha.

Servidor Dedicado

No servidor dedicado, ele é o que oferece maior suporte às ferramentas e recursos para a sua hospedagem. Você não irá compartilhar o servidor com mais nenhum outro site, portanto, será exclusivo. 

Portanto, é o servidor mais caro e robusto que possui no mercado. Indicado para grandes marcas e empresas. O desempenho do site será muito rápido e aguenta grandes tráfegos de visitantes.

Conclusão

Siga nossas dicas com a escolha do nome, ferramenta de criação, utilização do SEO e uma identidade visual bem bacana. Depois desses passos, para comportar um site de pequeno porte indicamos a hospedagem compartilhada, pois além de ser uma opção economicamente viável é também a mais ideal para negócios que estão iniciando na web. Além disso, procure escolher um site que ofereça suporte 24/7 para garantir que você possa solucionar problemas facilmente.

Trackback URL: https://www.weblink.com.br/blog/hospedagem-de-sites/como-criar-seu-site-com-hospedagem-barata/trackback/

Deixar resposta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *