09jun
guia básico sobre o que é javascript e como funciona

O Que é JavaScript e Como Funciona

Por: Andrei L. junho 9, 2019

JavaScript é uma das linguagens de programação mais populares e usadas no mundo. Com ela, é possível construir páginas dinâmicas, desenvolver aplicativos para smartphones e também jogos eletrônicos. Hoje você vai aprender o que é JavaScript, como funciona, onde pode aplicar essa linguagem e como ela se diferencia dos demais tipos.  

Como a Linguagem JavaScript surgiu?

A linguagem de programação JavaScript foi criada em 1995 por Brandan Eich, um especialista em sistemas para computadores da Netscape.

No início, a ferramenta era chamada de Mocha, recebendo também nomes como Mona e LiveScript antes de ter a nomenclatura atual.

As primeiras versões do JavaScript eram de uso exclusivo da Netscape, e com funções bastante limitadas. Ainda assim, ela continuou crescendo por conta de trabalhos independentes de uma comunidade de desenvolvedores.

Hoje, ela está presente em uma variedade de navegadores, sistemas operacionais e dispositivos desktops e móveis.

Dados de 2016 apontam que a linguagem javaScript é usada por mais de 92% dos sites na internet. Isso indica que, com pouco mais de 20 anos de criação, ela passou de algo primitivo para ser uma das ferramentas mais importantes na web.

E, se você é um usuário de internet ou de tecnologias modernas, é muito provável que já tenha esbarrado com o JavaScript antes.

O Que é JavaScript e Para Que Serve?

Também conhecida apenas como JS, JavaScript é uma linguagem de programação usada para desenvolver aplicações, sistemas e serviços de alta complexidade.

Com ela, você pode criar páginas web dinâmicas, animações, mapas interativos, gráficos em três dimensões, aplicativos para dispositivos móveis e games para plataformas portáteis.

O JavaScript atua como um complemento às linguagens HTML, CSS e PHP no momento em que o desenvolvedor vai construir uma página na internet.

Resumidamente, estas linguagens de programação interagem entre si assim:

  • HTML – Permite adicionar conteúdos em uma página através de marcação de textos. É a estrutura óssea de um site.
  • CSS – Especifica o estilo do design do layout de uma página. É tudo relacionado à aparência de um site.  
  • PHP – Dinamiza o processo de desenvolvimento de uma página adicionando extensões e aplicações dinâmicas.
  • JavaScript – Controla o comportamento dos elementos de uma página, executando funções dinâmicos dos conteúdos, animações, aplicativos e interações em geral.

Para clarear as diferenciações, vamos tentar visualizar essas linguagens de programação como sendo um casa.

Neste caso, o HTML seria a estrutura geral, as portas, corredores e paredes. O CSS entra aqui como a decoração geral, os tapetes e tintura usadas para deixá-la mais bonita.  

Já o JavaScript adiciona a responsividade e a funcionalidade da casa, em que você pode abrir portas, ligar ou desligar a luz por interruptores. Você até pode gerenciar tudo isso sem JS, mas é como se fosse estivesse atrasado algumas décadas.

Como JavaScript Funciona em Um Site?

O JavaScript é geralmente um código simplesmente agregado em uma página ou um arquivo .js externo que é inserido em um domínio através de um upload de arquivo.

JS é uma linguagem criada para servir ao usuário, o que significa que o script dela é baixado na máquina dos visitantes e processado lá mesmo.

Isso é o oposto do que acontece com linguagens que atuam no lado dos servidores e são executadas por eles antes de chegarem ao navegador do usuário.

A grande maioria dos navegadores de internet, sobretudo os mais populares, permitem desabilitar o funcionamento do JavaScript.

Isso pode ser bastante útil caso o usuário não queria que algo seja automaticamente carregado em uma página. Ou que um evento ou ação não seja baixada para um  dispositivo que não tenha compatibilidade com a linguagem.

Vantagens de Usar JavaScript

Saber como programar em JavaScript e usar a linguagem de programação em um site traz uma série de vantagens ao desenvolvedor e ao usuário que acessa uma página dinâmica. As são:

  • Alta compatibilidade com plataformas, sistemas e navegadores web.
  • É mais leve e rápida que outras linguagens de programação.
  • Faz com que as páginas na internet sejam mais dinâmicas e interativas, características essenciais do UX.
  • Os navegadores interpretam a linguagem por conta própria, tirando a necessidade de usar um compilador.
  • Erros de programação são mais fáceis de encontrar e de corrigir.
  • Entre as mais populares, é a linguagem de programação mais fácil de aprender.
  • Executa comportamentos específicos em uma página, como cliques e efeitos personalizados.

Desvantagens do JavaScript

Ainda que seja uma das linguagens de programação mais usadas, o JavaScript também tem alguns pontos fracos. Os mais significativos são:

  • É vulnerável brechas de segurança nos sistemas, navegadores e páginas envolvidas.
  • Pode ser usada para executar programas maliciosos sem que o usuário saiba.
  • Pode ser renderizada de maneiras diferentes pelos dispositivos compatíveis, causando problemas de desempenho.
  • Nem sempre compatível com todos os navegadores e sistemas existentes.

O Que é Possível Fazer Com JavaScript?

JavaScript é uma das linguagens de programação mais versáteis. Com ela, o desenvolvedor pode criar aplicações, sistemas e serviços para uma diversidade de finalidades.

O diferencial dela está no uso do Engine V8, um motor gráfico de código aberto conhecido por ter um alto desempenho nos sistemas e aplicações em que estiver instalado. O navegador Google Chrome, por exemplo, tem ele por padrão.

Foi a partir do Engine V8 que surgiu o Node.js, uma plataforma completa de desenvolvimento que permite aos programadores explorarem códigos e sistemas para baseados em JavaScript. Inclusive, pelo lado do servidor, e não apenas do usuário (cliente).

Com isso, surgiram ainda mais oportunidades de criação de aplicações, sistemas e serviços pelos desenvolvedores. Abaixo estão algumas delas, segundo a compatibilidade com plataformas.

  • Mobile – Permite criar aplicações, frameworks de códigos, plugins com recursos extras e extensões com novas funcionalidades. Grandes empresas, como Microsoft e McDonald’s, usam o JavaScript junto com frameworks como VueJS e Ionic para disponibilizar aplicativos dos seus produtos e serviços.  
  • Desktop – Permite criar aplicações e, em parceria com frameworks como o Electron JS, disponibiliza ferramentas como o editor de textos Atom. Outros exemplos de aplicativos criados desktop com JavaScript são o programa de conversas Slack e a plataforma de projetos Github.
  • Games – Jogos eletrônicos são um mercado em constante crescimento. Com a ajuda de frameworks especializados em games, como o Phaser, é possível criar projetos de qualquer estilo para dispositivos móveis, plataformas portáteis e navegadores.  

Como Adicionar JavaScript No Seu Site?

Usar JavaScript no seu site é simples. Você só precisa saber a sequência da estrutura de códigos que quer inserir. Antes de tudo, saiba que você vai usar a tag <script>.

Observe o exemplo abaixo.

<script type="text/javascript">
Your JavaScript code
</script>

Como regra geral, entenda que você deve colocar o JavaScript entre as tags <header> do seu site. A menos que que ele precise ser executado em algum momento específico ou para algum elemento específico de uma página na web.

Além disso, você também pode adicionar código JS em arquivos separados. Desse jeito, você pode usá-los apenas quanto quiser, em um momento ou elemento ainda mais específico. Basta fazer o upload do código ao seu site.

Conclusão

O JavaScript se tornou uma ferramenta essencial para o desenvolvimento de páginas na internet para a interação entre as pessoas em diversos meios tecnológicos.

Muitos elementos de uma loja virtual, páginas na internet, de sistemas de smartphones e computadores são proporcionados graças a essa linguagem de programação. Não é à toa que ela é uma das mais usadas no mundo.

Trackback URL: https://www.weblink.com.br/blog/programacao/o-que-e-javascript/trackback/

4 Comentários:

  • é pago?

    • Ivanildo Bezerra De França
    • novembro 28, 2018
    • Responder

    Gostei de sua explicação muito boa parebens

Deixar resposta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *