22ago
ilustração de conteúdo sobre como melhorar posicionamento no google com um site

4 Dicas para Melhorar o Posicionamento no Google com Seu Site

Por: Andrei L. agosto 22, 2019

Quem tem qualquer tipo de projeto na internet com certeza quer aparecer nas posições mais relevantes do Google. E ainda que o processo seja trabalhoso em função da competitividade, existem maneiras de se conquistar as melhores posições no buscador. O conteúdo de hoje é exatamente sobre isso: você vai aprender a como melhorar o ranking do seu site no Google. 

Por Que Melhorar Posicionamento no Google com Seu Site

Conquistar as melhores posições no Google significa que seu projeto online vai receber uma quantidade muito maior de acessos. 

E, consequentemente, poderá ser indicado para muitos mais usuários e também lucrar mais com toda essa movimentação de visitantes.

O Google é, atualmente, o buscador mais usado no mundo. Ele corresponde a 94% de todo o tráfego orgânico (não pago) recebido pelos sites que nele estão bem ranqueados. 

Então, é mais do que uma ótima ideia você querer aparecer nas melhores posições no motor de busca.

Além disso, é conhecido que as três primeiras posições listadas nas páginas dos resultados de busca têm, juntas, mais de 60% de todo o tráfego recebido na internet. 

Por isso, é aqui que você deve querer aparecer com seu projeto na web, seja um site, blog ou loja virtual.

Como Melhorar o Ranking do Meu Site no Google?

Existem algumas técnicas e modos bem específicos que você pode executar para melhorar o posicionamento geral das páginas do seu site no Google. 

Abaixo, listamos as 5 principais dicas para começar a trabalhar hoje mesmo e conquistar um ranking melhor para seu site o quanto antes. 

Dica 1 – Analisar o Desempenho Geral do Seu Site

A primeira dica é analisar o desempenho geral do seu site. E, com isso, identificar os elementos que podem estar impedindo seu projeto de alcançar as posições mais acessadas no Google. 

Para isso, você pode explorar ferramentas de monitoramento e avaliação de páginas. 

Elas basicamente percorrem por toda a programação de um domínio. Também identificam as partes mais e menos otimizadas. Além de apontarem as principais falhas e sugerir as possíveis melhorias. 

Algumas destas ferramentas são:

  • GTMetrix. Grátis, é uma das ferramentas mais conhecidas e usadas por usuários na internet. Mostra 27 critérios com dados sobre velocidade e tempo de carregamento de página, o nível de otimização de imagens e de linguagens de programação e informações sobre armazenamento de dados em cache. Conta com planos pagos para análises mais aprofundadas.    
  • Page Speed Insights. É a ferramenta do Google para avaliar o desempenho de um site. Gratuita, indica uma pontuação de tempo e velocidade com que um domínio carrega, tanto em versão desktop quanto em mobile. Também contém dados sobre a experiência do usuário usando o navegador Chrome e oportunidades de melhorias em campos bem específicos, como linguagens de programação e imagens sem otimização.  
  • Web Page Test. Gratuita, a ferramenta permite selecionar o local de origem de teste (cidades no Brasil ou no exterior) e em qual navegador o usuário quer receber as respostas da avaliação de desempenho. Faz uma varredura geral do domínio, incluindo páginas de destaque, conteúdos e de suporte, mostrando informações gráficos sobre compactação de dados, otimização de páginas e imagens. Também indica soluções para os problemas encontrados.    

Dica 2 – Aumentar a Velocidade de Desempenho do Seu Site

Um dos principais fatores de ranqueamento do Google é a velocidade de carregamento de uma página. 

Pois saiba que existem algumas práticas que você pode fazer para seu projeto tenha um desempenho superior e amigável ao buscador. 

Algumas da mais imediatas são:  

  • Otimização de Imagens. Está relacionado com o tamanho e o quanto de espaço as imagens do seu site ocupam no servidor de hospedagem. Use formatos leves como GIF (animações), PNG (vetores) e JPEG (fotos em geral). Combine a qualidade com as dimensões da imagem, não ocupando mais do que o espaço necessário do layout do site. Além disso, use compactadores como Optimizilla, TinyPNG e JPEGmini.  
  • Minificar Arquivos CSS, JavaScript e HTML. Linguagens de programação são a base estrutural e visual de qualquer site. Quando combinadas, podem comprometer o desempenho de uma página. O recomendado é editar e liberar os espaços em branco das linhas de programação para minificar esses códigos. A ideia é deixá-los o mais limpo possível. Se não souber como fazer isso, contrate um desenvolvedor web.   
  • Desinstalar Recursos Desnecessários. Um site precisa de temas, plugins, recursos e funcionalidades para se destacar na internet. Mas ter muitos deles instalados ao mesmo tempo pode deixá-lo sobrecarregado. Desative o que você não precisa, eliminando o peso sobre o servidor de armazenamento da hospedagem. Faça isso pelo painel de controle do próprio site ou pelo painel do serviço de hospedagem contratado.  
  • Usar CDN. As Redes de Distribuição de Conteúdo (Content Delivery Network) são um grupo de servidores mundiais que, interligados, agilizam a entrega de conteúdos, dados e informações com rapidez e segurança. Elas otimizam essa troca de conexões pela internet e melhoram a experiência do usuário para um domínio específico. O Cloudflare é um dos tipos mais conhecidos. 
  • Hospedagem de Sites de Qualidade. Escolher o serviço de hospedagem adequado às necessidades do usuário pode ser desafiador. O ideal é contratar aquela que armazena os dados do usuário em segurança, ao mesmo tempo em que mantém a velocidade dos acessos e o desempenho constante do funcionamento do serviço. Conheça mais os tipos de hospedagem

dicas de otimização de site com conteúdos e técnicas de seo

Dica 3 – Escrever e Publicar Conteúdos de Qualidade

Conteúdo é a parte escrita de qualquer site. Seja um portal de notícias, um blog ou uma loja virtual, o que você escreve nas suas página precisa ser informativo e às principais dúvidas dos usuários de internet. 

Um conteúdo de qualidade é aquele que é naturalmente reconhecido pelos buscadores como algo a ser oferecido como sugestão de informação para os usuários. 

Quanto melhor escrito for, mais ajudar o visitante a responder a uma questão e melhor otimizado em função de uma palavra-chave, mais chances um site tem de melhorar o posicionamento no Google. 

Outras características de um conteúdo de qualidade são:

  • Originalidade e Texto Cativante. Um conteúdo de qualidade começa com ideias originais e um desenvolvimento cativante e progressivo do texto. A sugestão é sempre pesquisar muito, organizar os tópicos por parágrafos e delimitar que tipo de assuntos você quer escrever. Começar com algo que se conhece muito, como hobbies ou assuntos acadêmicos, pode ajudar no simples ato de começar a escrever. E, claro, se certificar que o texto não é copiado de nenhum outro site.  
  • Frases Curtas e Título Impactante. Você deve se preocupar com a fluência e a dinâmica das ideias escritas no conteúdos. Para isso, é recomendado usar frases curtas e objetivas, de modo a eliminar trechos muito longos, que podem acabar cansando e espantando leitores. Da mesma forma, um título chamativo (e verdadeiro, nada de oportunista) ajuda a incentivar o clique, o que pode render ainda mais acessos e fazer com que os próprios usuários compartilhem o conteúdo pela web. 
  • Considerar a Intenção do Usuário. Esta prática serve para você escrever um conteúdo de qualidade direcionado para as dificuldades, dores, perguntas e dúvidas que o usuário tiver. Aqui são válidos conteúdos do tipo tutorial, passo a passo, como fazer e como resolver. O Google é muito usado para encontrar soluções para qualquer tipo de problema. E usar isso a seu favor com um conteúdo completo, informativo e que guie o visitante a sanar dificuldades pode fazer uma grande diferença.  
  • Revisar e Editar. Um conteúdo só é considerado de qualidade quando também preza pela coerência, coesão, gramática e pela escrita sem falhas. Antes de publicar qualquer texto, é recomendado reler e revisar quantas vezes forem necessárias até que se tenha um material completo, sem erros de escrita, de acentuação e que transmita uma sensação natural de fluidez na ligação entre as ideias. É o ponto final e um dos mais decisivos antes de disponibilizar conhecimento na internet.    

DICA: Quer aprender a escrever melhor? Trazemos 10 Dicas para Posts de Blog para você conhecer e praticar o quanto antes! 

Dica 4 – Otimizar SEO no Seu Site

SEO (Search Engine Optimization) é sigla para Otimização para Motores de Busca

Essa prática reúne uma série de técnicas que otimizam páginas e conteúdos de um site a fim de que ele se torne mais amigável aos rastreadores do Google. E, assim, seja indicado e posicionado nos melhores resultados das pesquisas.  

A otimização para SEO pode ser feita de várias formas. Algumas das práticas mais comuns são no próprio texto do site, nas configurações internas das principais páginas e até mesmo nas imagens. 

E, dependendo do nível da qualidade da otimização, é possível melhorar o ranking de site combinando todas as essas variáveis.

Algumas das dicas de SEO mais básicas para otimização de sites são:

  • Escolher Palavras-chaves. É importante definir palavras-chaves que tenham a ver com a intenção de busca das dúvidas dos usuários. É assim que consegue criar e direcionar conteúdos que respondem exatamente às principais dificuldades e problemas. Considerando este esquema, não adianta escolher palavras-chaves aleatórias e que não se relacionem com o seu negócio. Por exemplo, você tem um site de turismo e quer ranquear para termos como “jogos eletrônicos” ou “refrigerantes sem açúcar”.    
  • Inserir de Palavras-chaves nas Páginas. Assim que escolher a palavra-chave, você precisa colocá-las em locais estratégicos do seu site. São eles: no título interno da página e do conteúdo, na URL, nos cabeçalhos (H1, H2…), na meta-descrição e também na descrição da imagem (atributo ALT Tag) escolhida. Não é necessário cumprir todos esses requisitos de uma só vez, pois isso pode causar uma super otimização, prática considerada pouco útil pelo Google. Você deve balancear essas ações. 
  • URL Adequada. A URL nada mais é do que o endereço que você digita no navegador para acessar qualquer site. Ela precisa estar otimizada e adequada de acordo com a palavra-chave escolhida. Independente se for uma página de apresentação de site, de venda de produtos ou de conteúdos para blog, uma URL com uma palavra-chave inserida direciona o Google no rastreamento desta mesma palavra-chave. É um dos fatores decisivos de ranqueamento no buscador.  
  • Conquistar Backlinks. Backlinks são os links que outros domínios usam apontando para o seu site. São um dos principais fatores de ranqueamento do Google e têm tudo a ver com a relevância e autoridade de uma página na internet. Quanto mais seu site tiver backlinks de qualidade, melhor será o posicionamento dele no buscador. É possível conseguir backlinks com conteúdos de qualidade e escrevendo guest posts para outros domínios. 

DICA: Conheça tudo sobre otimizações de página com SEO com o nosso guia detalhado com 10 Técnicas de SEO aplicáveis. 

Conclusão

Saber como rankear no Google não chega a ser uma tarefa muito difícil. Mas ela é bastante desafiante porque você precisa executar uma série de práticas com seu site. 

Neste conteúdo, você aprendeu que as principais são a otimização na velocidade de carregamento de páginas, a produção de conteúdos de qualidade e aplicação de técnicas de SEO em função de palavras-chaves.

De agora em diante, mão na massa! 

Trackback URL: https://www.weblink.com.br/blog/tutoriais/como-subir-seu-site-no-ranking-do-google/trackback/

2 Comentários:

Deixar resposta:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *